terça-feira, 21 de abril de 2009

Lars Von Trier explica.

Eis tudo. Eu sou UMA CRIANÇA. meu deus, ainda! uma criança. Sou PETER PAN, recuso-me a virar homem! não gosto do que vejo no homem. Repudio a humanidade. Não suporto o racionalismo, o cinismo, o egoísmo, a falsidade e a lei de Gerson. Odeio tudo isso. E odeio o paradoxo de a minha cabeça pensante de homem pensar nisso.
Na realidade eu não consigo ser homem. Depois de tanto tentar, eu ainda sou criança. Depois de tanto tentarem (e ainda tentam) arrancar-me a ingenuidade, transformar-me em um deles...
Homens, mulheres, velhos e crianças. Todos pedófilos! Violentam-me todo dia.
O "ar de sabichona" disfarça toda a violência sofrida. Assim sempre foi. Acostumei-me a ceder.
Hoje eu vi um livro cuja capa era "SIM, você pode dizer NÃO", quando comecei a folheá-lo percebi que o livro era para ensinar ao seu filho! - Adultos sabem dizer "não" - Definitivamente, eu sou uma criança. E gritando "mãe!".
E eu tenho cosciência, de mim, do homem. Sou VAN GOGH consciente do seu descontrole.
Por que eu não ajo como penso?
Nem criança eu sou! Sou BICHO. Prefiro o bicho. Sou GENIN.
Sou o CACHORRO fiel, que mesmo depois de levar porrada e passar o dia trancado, abana o rabo e abre as pernas quando o dono chega.
Sou SELMA dançando no escuro. Sou GRACE, e infelizmente Dogville é meu mundo.

6 comentários:

SPS disse...

Seu texto me fez refletir sobre uma forma a qual muitos lusófonos que me são familiares enunciam seus argumentos:
Não.

Muitas vezes é para concordar, para introduzir uma nova ideia, ou coisa parecida, mas a negação tem que preceder a ideia, sempre.

Ademais, gostei, gostei.

inerthie disse...

sem tirar nem por... vc é ótima... sério, cada vez melhor.

Álvaro Andrade disse...

olhe!

é mesmo.... gostei. percebi o que você tinha dito.

e a foto do perfil! vc ainda faz essas coisas? rs

Bjo, lalai.

bilis disse...

bonito lai, de verdade, se eh que pode-se chamar um desabafo de beleza...

Camila Neves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camila Neves disse...

Como é bom saber ler e poder desfrutar de coisas como essa! Parabéns!